Bento Gonçalves

Home » Bento Gonçalves

Entrada da Cidade de Bento Gonçalves

Bento Gonçalves é um município da Mesorregião do Nordeste Rio-Grandense, no estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Está localizado na Serra Gaúcha. Possui uma população de 107 341 habitantes (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2010), sendo considerada uma cidade média. É conhecida por ser ao mesmo tempo um polo vitivinícola, moveleiro e turístico, tendo atuação de destaque nacional e internacional nesses setores.

O local onde foi erguido o município era habitado por índios caigangues desde tempos imemoriais, tendo sido povoado por imigrantes provindos da Itália a partir do ano de 1875, resultado dos esforços do governo imperial a fim de desenvolver a região. Assim, desde as primeiras levas de imigrações, milhares de imigrantes, não só da Itália, mas também portugueses, alemães, polacos e espanhóis, desembarcaram no Brasil e ocuparam as terras onde hoje se encontra a cidade.

O nome do município remete ao general Bento Gonçalves da Silva, militar e revolucionário brasileiro, um dos líderes da Revolução Farroupilha, que buscava a independência da província do Rio Grande do Sul do Império do Brasil. Antes, ainda como colônia da cidade de Montenegro, já havia tido os nomes de Cruzinha e Colônia Dona Isabel.

A cidade abrange grande parte da área do Vale dos Vinhedos, região que abriga algumas das melhores vinícolas.Se destaca ainda por ser o município gaúcho com melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)[6], da ordem de 0,873.

Segundo o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística realizado em 2010, Bento Gonçalves possui uma população de 107 341 habitantes, sendo o 18º mais populoso município do estado. Ainda segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população é composta por 52 713 homens e 54 628 mulheres. A população urbana representa 92,4 por cento e a rural, 7,6 por cento. A densidade demográfica é de 280,82 habitantes por quilômetro quadrado.[11]O Índice de Desenvolvimento Humano é de 0,870, sendo o maior do Rio Grande do Sul e o 6º maior do Brasil.[13]A expectativa média de vida é de 77,4 anos, uma das mais altas do estado. A mortalidade infantil é de 12,46 por mil nascidos vivos. A taxa de analfabetismo é de cerca de 3,89 por cento.[14]A população bento-gonçalves é formada em sua maioria por descendentes de italianos, com participação reduzida de pessoas com descendência alemã, portuguesa e polonesa. Em relação à religião, 91,28 por cento das pessoas se diziam pertencentes à Igreja Católica Apostólica Romana, 5,82 por cento se declararam evangélicos, 0,6 por cento Testemunhas de Jeová, 0,32 por cento espírita, com o restante dividido entre outros credos.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre